A descoberta da viabilização econômico-financeira


Não é difícil encontrar Arquitetos e Engenheiros que exercem suas atividades sem prestar atenção no estudo de viabilidade.
Quando isto acontece, o mundo profissional só começa a partir da fase de projeto, na qual os esforços se concentram na criação e detalhamento do escopo do produto final. Normal para os projetistas de Arquitetura e Engenharia.
O trabalho continua até o final da execução da obra, quando podem ser examinados os resultados obtidos, em termos de custo, prazo e qualidade, na expectativa de que tudo seja avaliado como bom.
Até empreendedores, que precisam desenvolver um plano de negócio, muitas vezes se concentram nos aspectos técnicos, legais e sociais do processo de viabilização, e não estudam mais de perto a viabilidade econômica e financeira.
A percepção da sua importância geralmente ocorre quando algum parâmetro econômico do plano original se altera durante a execução da obra e gera impactos elevados na lucratividade ou no prazo previstos: uma prorrogação do prazo de execução, um atraso no recebimento nas parcelas do preço, um aumento inesperado das taxas de inflação e juros, por exemplo.
Mas surpresas desagradáveis nos resultados podem ocorrer mesmo dentro das condições econômicas previstas, quando a receita reduz um pouco e o custo sofre um pequeno aumento em relação ao que havia sido previsto.
A viabilização econômico-financeira analisa desde o início a variabilidade dos dados econômicos e dos cronogramas de receita e despesas, de modo a definir um preço equilibrado, capaz de suportar as alterações simultâneas que fatalmente irão ocorrer. Também define metas de desempenho, para auxiliar na eventual necessidade de revisar o preço cobrado do cliente.
A compreensão da relevância da viabilização econômico-financeira é um grande diferencial nas empresas de construção e incorporação. Hoje, com as técnicas matemáticas e o poder de computação disponível, pode-se analisar com sucesso diferentes condições de recebimentos e pagamentos dos vários tipos de negócios possíveis.
O desconhecimento do tema indica que você teve sorte até aqui e que está na hora de tomar a decisão de adquirir conhecimento para não ser prejudicado. Talvez ajude você lembrar que o Governo está sempre cobrando impostos, o Banco está cobrando juros elevadíssimos, seu Cliente está sempre repassando os riscos para a sua empresa, e a viabilização econômico-financeira é o antídoto que pode ajudar.
Conte com a ajuda da MBS Engenharia!