Carga Horária

O curso de planejamento de obras tem a duração de 12 horas.

Público-Alvo

Arquitetos, Engenheiros, Técnicos e Tecnólogos de Edificações que sentem a necessidade de adquirir conhecimentos para elaborar planejamento de obras.

Objetivo

Capacitar os participantes a compreender e aplicar as técnicas tradicionais de planejamento operacional em obras de construção civil.

Fornecer embasamento teórico para estudar posteriormente a operação de softwares de gerenciamento do tempo como o MS Project.

Programa

INTRODUÇÃO:

Apresentação das técnicas, boas práticas e métodos de planejamento e do conteúdo estudado no curso.

PLANEJAMENTO FÍSICO

Tópicos: (1) Estrutura Analítica do Projeto (EAP). (2) Estimativas de duração das tarefas. (3) Atribuição de recursos. (4) Ferramentas gráficas. (5) Produtividade da mão de obra. (6) Avanço físico e financeiro da obra.

Dinâmica: Coleta de dados e utilização das ferramentas para elaborar um planejamento físico manualmente.

TÉCNICA DA LINHA DE BALANÇO (LOB)

Tópicos: (1) Gráfico Tempo/Caminho, (2)Fator de simplificação, (3) Taxa de produção e (4) programação LOB.

Dinâmica: Planejamento da obra sem horas paradas de pessoal. Garantia de frentes de trabalho para as equipes. Exercício manual de balanceamento das tarefas

TÉCNICA DO CAMINHO CRÍTICO (CPM)

Tópicos: (1) Rede de Precedências, (2) Folga, (3) Caminho Crítico e (4) Nivelamento de recursos

Dinâmica: Exercício de planejamento da execução com a melhor alocação de equipamentos e mão de obra.

TÉCNICA DA CORRENTE CRÍTICA (CCPM)

Tópicos: (1) Teoria das restrições, (2) Gargalos, (3) Indisponibilidade de recursos, (4) Contingenciamento de prazo.

Dinâmica: Exercício de rede de planejamento CPM com tratamento explícito dos fatores de riscos.

PLANEJAMENTO FINANCEIRO

Tópicos: (1) Dados financeiros da viabilização e da orçamentação, (2) Planejamento dos custos do trabalho: mão de obra e equipamentos, (3) BDI e (4) Overhead.

Dinâmica: Construção do cronograma físico-financeiro da obra.

TÉCNICA DO FLUXO DE CAIXA

Tópicos: (1) Regime de caixa, (2) Cronograma de desembolso, (3) Fluxo de caixa, (4) Financiamento da execução da obra e (5) Indicadores da lucratividade.

Dinâmica: Projeção do saldo da conta bancária da construtora do início até a entrega da obra.